Desenvolvimento da filosofia em relação às ciências

by

http://www.lusosofia.net/textos/serra_paulo_filosofia_e_ciencia.pdf

  Salva uma ou outra excepção, até meados do século XIX a “maternidade” da Filosofia em relação às ciências foi entendida, geralmente, no sentido de uma subordinação das segundas em relação à primeira – em termos de fundamentos, de métodos e de objectivos; uma subordinação que, note-se, e no que respeita à maior parte do período em questão, é perfeitamente “natural” – no sentido em que nem sequer é entendida como “subordinação” –, já que os homens que faziam “ciência” se consideravam e se designavam a si próprios como “filósofos”e a “ciência” não era por eles entendida senão como parte da “filosofia”. Assim, e para darmos apenas alguns exemplos, para Platão as ciências – no caso, as Matemáticas, o conhecimento discursivo ou dianoético tendo por objecto os números e as figuras – constituíam uma propedêutica para a Filosofia propriamente dita, para o conhecimento intuitivo ou noético, tendo como objecto as Ideias.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: